Bem certinho

  

Trago fina habilidade

De poder se entender

De querer se expressar

Perceber sem perceber

Por saber sem se notar

Por querer se entender

De citar sem almejar

Nada quando se querer

Pra ficar sem alcançar

Pra deixar de perceber

Como quase maltratar

Quase como não querer

Sempre nunca alcançar

Nunca queira entender

Não deixar de se falar

Mesmo que só pra se ter

Mesmo quando for tentar

Tente sempre não saber

Pois que serve o lugar

Serve sempre o sem querer

Queira, pois, tal almejar

Faça sempre seu dever

Mas que nunca vá faltar

Fala hábil, bendizer

Assim bem vale falar

Bem assim faça valer

Como quando precisar

Um alguém pra se querer

Queira nunca desejar

Bem demais pra se render

Ou que faça seu lugar

Bem demais pra se perder

Nada disso ouça mais

Se não for repreender

Aprenda apenas escutar

Aquilo que te vai dizer

O que tu quer não mais julgar

O que tu só quer mais querer

Aquilo que te vai falar

De sempre nunca entender

De nunca ter o seu lugar

De sempre ter que se ceder

Pois nada disso saberá

Nada a ver com teu saber

De nada falo além do mar

Sempre caber só dizer

Que sempre pensas encaixar

História alguma num viver

Saiba agora se parar

Veja como se perder.

 

Trago fina habilidade

Pra dizer sem entender.

Ali se vai não escutar.

Alice viu. Alice vê.

 

Ou que dizem são verdades.

 

 

 

 

 

 

Escrito por ...Paulinho! às 02h51


[]


Decerto

Sou homem solitário

Mas não morro de amor

Sequer sei se sofro

Só quero compor

 

Com poucas palavras

Me atrevo a dizer

Sou ser solitário

Não cabe saber

 

Bebendo ou compondo

Vou vendo meu fim

Talvez algum dia

Percebas enfim

 

Que precisas de outro

Pra então dar valor

Poesia, conforto,

Humano calor

 

Sequer sei se entendes

Se queres saber

Segredos da mente

Não vais perceber

 

Pois então precisamos

Saber mais de nós

Se queres humanos

Se quer um de nós

 

 

 

 

Escrito por ...Paulinho! às 23h31


[]


Sei

Nem mesmo as vezes nós sabemos aceitar

E compreender o que se passa em mente alheia

Nem mesmo quero acertar todo dia

Nem fazer do dia brincadeira

Queria apenas brincar um dia

Sem preocupar-me com o que adiante aceitaria

 

Pois o diverso só nos traz conhecimento

Preferível acertar na ousadia

Do que reter e dizer que erraria

Escrito por ...Paulinho! às 12h37


[]


Inverdades

Dizem que não é verdade
Mas é mentira o que se ouviu dizer
O que foi dito, na realidade
Foi escondido pra não aparecer.

Já não revela mais a identidade
Ficou perdido no amanhecer
Mas se desmente, diz que é saudade
A noite clara vai transparecer

Que toda fala é veracidade
Ainda se falsa ela parecer
Se parece esconder a idade
É vida pouca... vai só perecer

A mentira é igual verdade
Quando essa falsa se comprova ser
pois se se prova a inverdade
a verdade é falsa e não é mais ser

Quando se nega, a mentira invade
Quando se fala, a verdade é ser
Quando se mente, a verdade evade
Quando se vai, inverdade é ser!

Escrito por ...Paulinho! às 08h59


[]


Alegria

E foi bem então da mesma forma

Assim como era muito antes

De muita coisa suceder

Que muita coisa foi mudar

Sem mesmo se mover

 

Vi tudo acontecer

Vi tudo em seu lugar

Foi tudo sem querer

Foi muito pra encontrar

Razão de se viver

 

Não quis mais nem achar

Quem pudesse perceber

Que cada coisa em seu lugar

Distingue todo seu querer

 

Pois cada dia vai mudar

E cada dia vai crescer

Como quando for falar

Como quando emudecer.

 

Que as coisas mais maravilhosas não se explicam com palavras.

Escrito por ...Paulinho! às 12h52


[]


Em tempos idos...
01/02/2014 a 28/02/2014
01/11/2012 a 30/11/2012
01/10/2009 a 31/10/2009
01/09/2009 a 30/09/2009
01/03/2009 a 31/03/2009
01/02/2009 a 28/02/2009
01/12/2008 a 31/12/2008
01/11/2008 a 30/11/2008
01/09/2007 a 30/09/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/02/2007 a 28/02/2007
01/01/2007 a 31/01/2007
01/11/2006 a 30/11/2006
01/10/2006 a 31/10/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/08/2005 a 31/08/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005

Viajantes